Escola

A Escola Nazaré Guerra nasceu como uma esperança de tempos melhores em um município que carecia de sonhos, entusiasmo e motivação. Tudo graças a um exemplo deixado e a um gesto nobre de um cidadão local. Graças a isso nasceu uma das melhores instituições de ensino público do estado do Ceará.

A História da Escola

Em 1970 o município de Itatira era castigado com uma das maiores e mais alarmantes secas já vistas na região Nordeste brasileira. Sofrendo com a falta de chuvas, plantações inteiras em Itatira foram perdidas, rebanhos morreram por falta de comida e famílias tiveram que se desseminar para outras cidades e estados.

Maria de Nazare Guerra Rego militante e fundadora da Escola Nazare Guerra.

Naquela época, um grupo de vagueiros levava pelas imediações do distrito de Lagoa do Mato uma boiada. Sem perceberem, um dos animais acabou caindo numa escosta e, como não tinha força para levantar-se devido a pouca nutrição que vinha recebendo, não pode acompanhar o restante do rebanho. Sem notarem a falta do animal, os demais gados foram guardados normalmente no curral.

Foi então que um morador do distrito chamado Hildebrando, que caçava pela região, encontrou o animal no fundo da encosta. Ele poderia então simplesmente matar ali mesmo a vaca, tirar sua carne e alimentar sua família por uns bons dias sem ninguém perceber ou devolvê-la ao dono e correr o risco de não receber sequer um agrado pelo feito já que todos os habitantes passavam duras necessidades. Hildebrando imaginou ainda que se ela pertencesse a um rebanho grande, o dono do animal talvez nem sentisse a sua falta. Mas se fosse de uma boiada pequena, talvez aquela vaca significasse muito para seus proprietários.

O agricultor então lembrou-se do exemplo de Maria de Nazaré Guerra Rego, que nasceu em 29 de junho de 1879, no município de Caridade e mesmo tendo uma vida muito humilde e sem ocupar um cargo político vivia pedindo esmolas nas ruas de Itatira para dar aos pobres. Apesar de ficar paralítica na juventude, ela continuou ajudando quem precisava sem se interessar em receber nada em troca. Era conhecida como uma mulher batalhadora, de grande força de vontade, empreendedora e de fortes virtudes de altruísmo. Hildebrando resolveu então, por si mesmo, retirar sozinho a vaca da encosta, dar-lhe comida e sair procurando pela região quem eram seus donos.

Por ironia do destino, a vaca pertencia simplesmente ao rebanho de João Silva Guerra, prefeito de Itatira. Ao ser informado de que teriam encontrado um animal de sua propriedade e que a pessoa que encontrou estaria devolvendo, o chefe do poder executivo ficou tão admirado com o gesto em meio a tantas necessidades pelo qual passava o povo da região que disse a Hildebrando que podia pedir o que quisesse que sua família daria um jeito de conseguir. Foi que Hildebrando disse o mais impressionante: que queria que fosse construída uma escola no lugar com o nome de Nazaré Guerra, afim de que atos como o seu se multiplicassem no município. João Silva Guerra deu imediatamente a ordem para que fosse construída a escola do qual aquele agricultor dando falava.

A construção começou no mesmo ano de 1970. No início das obras muitos moradores estranhavam porque o prefeito estaria erguendo uma escola quando a população precisa é de alimento, se investindo em algo quando há gente passando fome e o dinheiro aplicado poderia render para comprar comida. No entanto, as obras continuaram. Com o tempo foram gerados centenas de empregos e logo a escola já tava renda a população.

Diversos pedreiros, mestres de obras, pessoas dos mais variados cantos do município que estavam sem trabalhar passaram a ter a oportunidade de melhorar de vida e ter o que dar a sua família. A construção da Escola Nazaré Guerra foi um empreendimento de grande hesitação e todos os habitantes da cidade se concentraram em nela e em sua missão firmada por Hildebrando.

Logo veio a inauguração, ainda no mesmo ano de 1970, em um tempo recorde de construção. Nascendo inicialmente como rede pública municipal e passando ser conhecida como Escola Municipal Nazaré Guerra, ofertando as séries de 1º à 4º séries do ensino infantil. As aulas aconteciam somente durante o dia, uma vez que no povoado sequer existia ainda energia elétrica. Em 1980 a Escola Municipal Nazaré Guerra foi desvinculada pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará – Seduc – como colégio da rede municipal e passou a ser unidade estadual, submetida ao Governo do Estado.

A partir de desvinculação, os graus acadêmicos foram aumentados da educação infantil a 5ª série. Em 1985 foi implantado o primeiro grau (atual Ensino Fundamental). Em 1998, houve a implantação do Ensino Médio (antigo segundo grau). Com criação do Festival de Talentos das Escolas Públicas do Ceará – Festal, o Nazaré Guerra ficou entre os finalistas.

A Escola Nazaré Guerra atualmente tranformou-se em uma rede formada por três unidades existentes em outros distritos do município. Possui laboratórios de informática, de química, ginásio poli-esportivo, pátio para apresentações artisticas, sistema de ventilação em todas as salas, sala de professores, biblioteca, etc. Em 2007 foram inauguradas mais três salas de aula.

Localização da Escola

A escola está localizada a Avenida Nossa Senhora do Carmo, SN, Centro de Lagoa do Mato, Itatira, Ceará. CEP.:62725-000. Confira no mapa a nossa localização geográfica.

Fotos da Escola

Escadaria da Escola Nazaré Guerra.

Jardim de entrada da Escola Nazaré Guerra

Foto da Faixada Principal da Escola

Avenida Nossa Senhora do Carmo

No hall de entrada temos acesso a Diretoria, Coordenadoria e Secretaria, além dos quadros de avisos